domingo, 15 de julho de 2012

Para uma filha da Luz



             

... ђ...
 Com meu carinho,
meus respeitos,
tropeços e
delírios
[diversos].

19 comentários:

  1. HERMOSO Y EMOTIVO...

    ABRAZOS MILES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Y sinceros, Maritza. Me encanta que tengas gustado de tan simple mensage.
      Abrazos miles.
      Gilson.

      Excluir
  2. Buenos días Gilsón que linda y grata imagén hay algo más hermoso sencillo y sutíl que la transparencia y el perfume de una flor...
    Gracias, un abrazo Pilar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hermosas palabras dejas aquí, Pilar, siempre.
      Soy yo el que me siento agradecido.
      Un grande abrazo.
      Gilson.

      Excluir
  3. Uma semana linda para ti anjo lindo beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma excelente semana para você e todos os seus, Evanir.
      Muito grato pela sempre simpática visita, uma honra para mim.
      Fique com Deus.
      Gilson.

      Excluir
  4. Se pode parar o tempo...
    se pode parar a amizade...
    se pode parar o mistério das palavras que seduzem...

    Mas não podes parar o amor
    nem o caminho que traças-te
    para a tua caminhada. Isso não podes!

    Um dia mandei parar todos os relógios da terra
    e eles obedeceram ao meu pedido...

    Maria Luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que hermoso, Maria Luísa !!
      Son palavras que llevaré conmigo...
      Muchas gracias por venir.
      Abrazo.
      Gilson.

      Excluir
  5. Preciosa la composición de esas hermosas flores, la niña de luz será feliz. Besicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sí, Trimbolera, gracias a Dios ella está bien e feliz.
      Muchas gracias por venir y protéjase bien, porque hace frío en Lanuza, por el que veo en los periodicos y en tus entradas en "El bosque de la Trimbolera".
      Abrazo.
      Gilson.

      Excluir
    2. Eu quis escrever "El bosque de Trimbolera". Desculpa.
      Gilson.

      Excluir
  6. E a luz se reflete e ilumina cada pedacinho desse mosaico de lírios... Olhai, olhai, olhai... os lírios no campo crescem regrados pelo amor que transmitem-lhes os mais diversos olhares impacientes pela chegada de suas flores.Belíssima imagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, obrigado, obrigado, Anabela. São seus olhos...
      Acabo de ler o relato de sua viagem a Pompéu. Sempre vejo ou ouço esse nome nas minhas andanças por Minas e não conhecia a origem, que você me de presente hoje.
      Abraço.
      Gilson.

      Excluir
    2. Devo esclarecer que o Pompéu da minha postagem é hoje um bairro, embora rural, da cidade de Sabará.Existe uma cidade chamada Pompéu, lá pelas bandas de Pitangui, que tem outras histórias de personagens femininos famosos e malvados (dependendo lógico do olhar).

      Excluir
    3. Anabela, ensinas sempre! Todas as referências que eu tinha até agora eram sobre Pompéu, a Cidade, ali para os lados de Três Marias, Papagaios, Paraopebas, Andrequicé... "Bandas de Pitangui", exatamente. Jamais pensei existir Pompéu nas "margens" de Sabará. Você fala de D. Joaquina de Pompéu, de Pitangui? Depois vc podia contar um pouco sobre esses personagens. Fiquei curioso e adoraria ler.
      Obrigado, Anabela, isso não tem preço.
      Abraço.
      Gilson.

      Excluir
  7. "...que a importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem barômetros etc.
    que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós."
    Manoel de Barros

    (post mais mimoso...)

    [contem 1 beijo]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Margoh, em lembrar Manoel de Barros. A extraordinária dimensão das pequenas coisas.

      (era para ser um mimo, mesmo)

      Beijo.
      Gilson.

      Excluir
  8. Foi um mimo para as filhas da luz, espero que sejam muitas. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, Yayá, são tantas, tantas...
      Esse aí foi para uma delas; precisava ser.
      Um abraço.
      Gilson.

      Excluir